quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Gigantomaquia

A queda dos gigantes. Óleo de Francisco Bayeu, 1764. Museu do Prado.

Os Gigantes foram gerados por Gaia (a partir do sangue de Urano que caiu sobre ela após o castramento de Cronos) para vingar os Titãs, que Zeus havia lançado no Tártaro após a Titanomaquia. Eram seres imensos, prodigiosamente fortes, de espessa cabeleira e barba hirsuta, o corpo horrendo, cujas pernas tinham a forma de serpente. Mesmo tendo origem divina, eram mortais, porém só pereciam se fossem atacados simultaneamente por um deus e um mortal.

Tão logo nasceram, começaram a jogar para o céu árvores inflamadas e rochedos imensos. os deuses prepararam-se, então, para o combate. Como Gaia havia produzido uma erva mágica capaz de curar os gigantes (pharmakon), Zeus pediu que Helio, Selene e Eos parassem de brilhar para dificultar a busca pela planta e colheu todas as mudas. O primeiro ataque partiu dos raios de Zeus e da lança de Atena. Porém, sabendo da impossibilidade de matá-los, os deuses convocaram Hércules para auxiliá-los.


Os mitógrafos destacam catorze gigantes neste combate, mas seu número foi bem maior (entre quarenta e mais de cem):
  1. ÁGRIO: Foi criado com Toas para se oporem às Moiras. Acabou morto pelas maças de bronze das três irmãs.

  2. ALCIONEU: Atena aconselhou Hércules a empurrar o poderoso Alcioneu para longe de sua cidade natal, porque ele recobrava as forças por tocar a terra de onde nascera (assim como Anteu). Em seguida, um ataque conjunto dos meio-irmãos, derrubou o gigante que fora criado para se opor a Hades. Seu corpo foi enterrado sob o Monte Vesúvio. Se vencesse os deuses, receberia Ártemis como esposa. Alguns mitógrafos colocam Alcioneu em um encontro anterior com Hércules. Diz-se que o gigante teria tentado roubar do herói o rebanho de Gerião. Outros dizem que o gigante começou a guerra ao atacar Helio e levar seu gado solar.

  3. Hécate contra Clítio. Detalhe do Altar de Pergamo.
  4. CLÍTIO: Criado para drenar a energia de Hécate, terminou massacrado pela deusa com golpes de tocha.

  5. EFIALTES: Esse gigante afugentou Ares, mas foi morto por um flecha de Apolo no olho esquerdo uma de Hércules no olhos direito.

  6. Fonte de Encélado. Versailles, França.
  7. ENCÉLADO: Era o menor e mais fraco dos gigantes, porém o mais inteligente. Usava três lanças e deveria governar o mar e desposar Atena se a vitória fosse sua. Chegou a ser queimado por Dioniso e eletrocutado por Zeus, mas nada o derrubava, até que enfrentou a própria Atena. Ao ver que não seria capaz de vencer seu nêmese, tentou fugir, mas a deusa jogou sobre ele a ilha de Sicília, aprisionando-o. Diz-se que, enterrado sob a ilha, o Encélado ainda se contorce e estremece causando terremotos.

  8. ÊURITO: Foi empalado pelo tirso de Dioniso com ajuda de seus sátiros.

  9. GRÁTION: Opunha-se a Selene e terminou flechado por Ártemis e Hércules.

  10. HIPÓLITO: Foi apunhalado por seu nêmese Hermes, que usava o capacete de invisibilidade de Hades.

  11. PALAS: Foi esfolado por Atena que se serviu da pele do gigante como armadura (possivelmente daí vem o epíteto Palas Atena). O resto de seu corpo foi transformado em pedra pela cabeça da medusa presa no escudo da deusa.

  12. PERIBEIA: Giganta criada para derrotar Afrodite, mas a deusa desferiu um golpe mortal com seu espelho.

  13. Poseidon ataca Polibotes com seu tridente
    e a ilha no ombro. Pintura em cerâmica.
  14. POLIBOTES: Após ser acertado por um raio de Zeus, Polibotes correu para a ilha de Kós. Poseidon atirou seu tridente mas errou o alvo, cortando um pedaço da ilha. O deus continuou perseguindo o gigante criado para se opor a ele, até pegar o pedaço da ilha e esmagá-lo (nascendo a ilha de Nísiro).

  15. PORFÍRIO: Criado como um rei entre seus pares para se opor a Zeus, desposaria Hebe se vencesse os deuses. No entanto, Porfírio atacou Hera, uma vez que Zeus causou-lhe desejo ardente pela deusa. Enquanto rasgava-lhe as vestes para estuprá-la, Zeus o fulminou com um raio ao mesmo tempo que Hércules disparava suas flechas envenenadas. Nem mesmo essa ajuda fez com que Hera desistisse de perseguir o herói: pelo contrário, a deusa se sentiu humilhada e fortaleceu seu desejo de vingança.

  16. MIMAS: Criado para se opor a Hefesto foi queimado com uma saraivada de ferro em brasa. Alguns mitógrafos dizem que foi incinerado por um raio de Zeus, e outros dizem que foi morto por Ares ou até mesmo Afrodite. Foi enterrado na Prócida.

  17. TOAS (TOON): Foi criado com Ágrio para se oporem às Moiras. Acabou morto pelas maças de bronze das três irmãs.
Hermes ainda derrubou quatro gigantes e Hefesto, dois. Sete outros que cercaram Afrodite foram mortos por Hércules. Percebendo que a derrota era iminente por causa da presença do herói, dez gigantes atiraram-se em sua direção, mas foram todos mortos pelos raios de Zeus combinados às flechas de Hércules. A Gigantomaquia é o ápice da glória de Hércules no imaginário dos homens, que transformou o herói mortal no salvador de deuses.

Um comentário:

  1. Para os amantes da Mitologia essa é uma postagem bastante didática e, como as demais, bem pesquisada. Gostei especialmente de saber a provável origem do epíteto Palas Atena. Valeu!

    ResponderExcluir