domingo, 19 de abril de 2015

Todo dia ERA dia de índio


Curumim chama cunhatã que eu vou contar (2x)
Todo dia era dia de índio (2x)
Curumim, Cunhatã / Cunhatã, Curumim

Antes que o homem aqui chegasse às terras brasileiras / Eram habitadas e amadas por mais de três milhões de índios / Proprietários felizes da Terra Brasilis
Pois todo dia era dia de índio (2x)
Mas agora eles só tem o dia 19 de abril (2x)

Amantes da natureza eles são incapazes com certeza / De maltratar uma fêmea ou de poluir o rio e o mar / Preservando o equilíbrio ecológico da terra, fauna e flora
Pois, em sua glória, o índio / É o exemplo puro e perfeito / Próximo da harmonia, da fraternidade e da alegria / Da alegria de viver! (2x)

E, no entanto, hoje / O seu canto triste / É o lamento de uma raça que já foi muito feliz
Pois antigamente todo dia era dia de índio
Todo dia era dia de índio

Em 1981, em seu álbum Canceriana Telúrica, Baby Consuelo (hoje Baby do Brasil) já cantava as mazelas dos verdadeiros brasileiros. Mais de 30 anos depois a situação só piorou. Que nossas origens sejam lembradas sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário